Publicidade
Manaus
INVESTIGAÇÃO

Policial disseminou fake news sobre urnas ‘apreendidas’ em Autazes, diz TRE-AM

Para o órgão eleitoral foi “inconsequente” a atitude do policial militar. O chefe de cartório e servidor efetivo do TRE-AM estava a caminho de Manaus no próprio veículo e “aproveitou para trazer duas urnas eletrônicas para manutenção” 21/10/2018 às 16:05 - Atualizado em 21/10/2018 às 17:28
Show urna 123 ca5ce272 2eb1 4fb3 9162 8f774fc7b6cd
Foto: Divulgação
Geizyara Brandão Manaus (AM)

As fotos que circularam nas redes sociais de urnas eletrônicas que foram apreendidas na estrada de Autazes, município distante 113 quilômetros de Manaus, tratam-se de fake news – notícias falsas –, de acordo com a Assessoria de Comunicação do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Amazonas (TRE-AM).

Segundo o órgão eleitoral, o chefe de cartório e servidor efetivo do TRE-AM estava a caminho de Manaus no próprio veículo e “aproveitou para trazer duas urnas eletrônicas para manutenção”.

Durante a viagem foi parado em uma blitz da Polícia Militar (PM), em que o oficial fez fotos do veículo e das urnas, posteriormente disseminando nas redes sociais. “Não houve prisão, não houve interpelação, não houve nada, porque obviamente o servidor está totalmente respaldado e se dirigindo a Manaus”, afirmou a assessoria do TRE.

Para o órgão foi “inconsequente” a atitude, o que acabou espalhando a fake news. “Já temos conhecimento que o oficial da Polícia Militar responderá a um procedimento da Polícia Militar”, ressaltou a assessoria.

Posicionamento 

 

Em nota, a Polícia Militar do Amazonas informou que na tarde desse sábado (20), uma equipe de policiais da 8° CIPM de Iranduba, que realizava a operação "Sentinelas do Amazonas, ação Comunidade Segura", abordou um veículo oficial do TRE, no qual continham urnas que estavam sendo encaminhadas para atender o pleito do município de Careiro da Várzea. Na abordagem foi constatado que não haviam irregularidades porém, um dos policiais fotografou as urnas sendo transportadas, e divulgou em sua rede social de forma equivocada.

O Comando Geral reitera que todo o procedimento realizado pelo TRE, está ocorrendo dentro de sua normalidade com a máxima lisura, não havendo quaisquer dúvidas com relação ao andamento do processo eleitoral.

O Comandante Geral Coronel PM Cláudio Silva informou, na nota, que tomou conhecimento do ocorrido e determinou que a ação do policial seja apurada dentro dos ditames legais, pela Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD), afim de, combater atitudes que disseminem a proliferação de fake news.

Publicidade
Publicidade