Publicidade
Manaus
INFRAESTRUTURA

Prolongamento da av. das Torres, em Manaus, é inaugurado nesta sexta (30)

Os três novos trechos da via totalizam 11,1 quilômetros, o maior corredor de ônibus da cidade, segundo o governo. Serão duas mãos de fluxo, três em cada uma delas 29/11/2018 às 09:48
Show img 20181026 wa0010 7c0796a2 7765 4748 84af ed1e58cb771b
Foto: Divulgação
acritica.com

Após um ano de trabalho ininterrupto, o prolongamento da Avenida das Torres, na Zona Norte de Manaus, será entregue à população nesta sexta (30). A obra passou por três gestões de Governo no Estado e ficou parada até 2017 em função de pendências técnicas e jurídicas. As obras foram executadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).

Os trechos 2, 3 e 4 da avenida das Torres estarão liberados para tráfego de veículos, oficialmente, a partir das 9h desta sexta (30). Quem vem pelo trecho 1 da via, que começa na avenida Efigênio Sales, depara-se com o prolongamento após uma passagem de nível erguida sob a avenida Timbiras.

Os três novos trechos da via totalizam 11,1 quilômetros e, somando-se aos 6,3 quilômetros do trecho 1, são mais de 17 quilômetros de estrada. Além disso, são duas mãos de fluxo, sendo três faixas para a circulação de veículos em cada uma delas. Segundo o Governo do Estado, a avenida das Torres também será o maior corredor de ônibus de Manaus.

Os coletivos terão faixa exclusiva para trafegar e contarão com 28 paradas de ônibus. Duas estão situadas no trecho 2, que começa na avenida Timbiras e vai até a avenida Noel Nutels; seis paradas no trecho 3, entre a rua Fênix, na Cidade Nova 1, até o igarapé do Passarinho, no bairro Monte das Oliveiras, conjunto e bairro Nova Cidade; e outras 20 estão ao longo do trecho 4, que inicia no conjunto Galileia e termina no Km 20 da rodovia AM-010 (Manaus-Itacoatiara).

Arte local

O complexo viário também é espaço para exposição de trabalhos de artistas locais do grafite. Nas passagens de nível estão estampados painéis coloridos com temáticas que vão desde índios, boto cor de rosa, os bumbás de Parintins e fauna e flora da região.

Os trabalhos estão ao longo de grandes murais, um medindo 8x50 metros e outro de 6x50 metros. Todos foram coordenados pelo grafiteiro Arab Amazon e realizados por uma equipe de cinco artistas.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade