Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
PEDIDO A TODOS

‘Salve o Inpa’, pedem pesquisadores e cientistas durante mobilização em Manaus

Ato é um protesto aos recentes cortes do Governo Federal ao sistema de suporte à ciência e tecnologia e às pesquisas e políticas socioambientais



04/09/2019 às 11:23

Dezenas de servidores, pesquisadores, alunos de mestrado e doutorado realizaram nesta quarta-feira (4) uma grande mobilização em prol da manutenção dos recursos e defesa do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), na sede da instituição localizada no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus. O ato foi marcado por um abraço simbólico dado à instituição.

O ato é um protesto aos recentes cortes do Governo Federal ao sistema de suporte à ciência e tecnologia e às pesquisas e políticas socioambientais. A mobilização foi organizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Amazonas (Sindsep-AM), juntamente com os movimentos Salve o Inpa e Inpa pela Democracia, e alunos que atuam na pesquisa.



“Hoje quem está produzindo ciência, e essa ciência não é para nós e sim para a sociedade brasileira e para o mundo, são os alunos de mestrado e doutorado. A partir do momento que se corta bolsas, afeta totalmente a produção científica pelo Inpa, isso não vai afetar somente nós, pesquisadores, mas irá afetar toda uma cadeia econômica de um país”, ressaltou o aluno de mestrado em Ecologia, Gabriel Salles Masseli, de 28 anos.

Segundo o Jorge Lobato do Sindsep-AM, da coordenação do evento, um dos problemas enfrentados pelo Inpa também é a falta de pessoal. Conforme ele, há 540 pessoas entre pesquisadores e técnicos, porém desse quantitativo, 240 pessoas estão em abono de permanência, ou seja, se aposentarão brevemente.

“O desmanche da ciência e tecnologia no país já está anunciado faz tempo só que agora chegou o colapso geral, e a falta de recomposição dos quadros de pesquisadores na Amazônia precisamente no Inpa é terrível”, destacou ele.

“Mais ainda o ataque do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico aos alunos bolsistas, eles são ferramentas importantíssimas para a produção do conhecimento. Então, por isso, a gente está aqui fazendo esse movimento em prol e defesa da manutenção, valorização e continuidade do Inpa”, disse Jorge, que acrescentou que o grupo tem criado comissão e audiências públicas para discussões do tema, em Brasília.

Os movimentos escolheram o dia 4 de setembro como o Dia Nacional de Luta em Defesa da Amazônia, da Ciência e Tecnologia e do Inpa. O evento também contou com exposições de banners sobre as pesquisas e participaram artistas locais que apresentaram canções levando a Amazônia como temática.

News karol 5249a044 89f6 4d99 98db 77f68d4ef8e4
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.