Publicidade
Manaus
CERTAME

Susam convoca mais 812 aprovados em concurso de 2014 para a capital e interior

A secretaria ressalta que os concursados estão substituindo mão de obra terceirizada 03/09/2018 às 19:27 - Atualizado em 03/09/2018 às 19:31
Show susam be557dd3 732c 46f8 9f30 745a6f207744
Foto: Arquivo AC
acritica.com Manaus (AM)

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) encaminhou, nesta segunda-feira (03), para a Casa Civil do Governo do Amazonas, a 9ª convocação do concurso público de 2014. A lista com 812 nomes convocados para a capital e interior será publicada na próxima edição do Diário Oficial do Estado (DOE). Com esta nova chamada, a atual gestão, que assumiu em outubro do ano passado, completa o número de 2.456 convocados.

Na 9ª lista, a Susam chamará 227 classificados do interior para unidades de saúde de 22 municípios, o que resultará na convocação de todos os classificados nos 61 municípios.  A Susam já havia concluído a chamada de aprovados de 39 municípios.

Capital

Para a Susam capital, serão 452 convocados, e para as fundações, mais 133. Ao final desta chamada, faltarão ser convocadas para Manaus apenas 1.068 classificados. Válido até 2019, o concurso teve 9.345 classificados e, desde a primeira chamada, já foram convocados 9.312  pessoas, sendo 8.277 classificados no numero de vagas oferecidas no edital e 1035 aprovados .

O secretário estadual de Saúde, Orestes Guimarães de Melo Filho, ressalta que esta é a 4ª chamada da atual gestão, e que à medida em que o orçamento da pasta permitir, novas convocações serão realizadas. Segundo ele, ao assumir, em outubro do ano passado, a atual gestão deu posse a 590 concursados cujo processo de chamamento estava em curso. Em fevereiro, foram chamados 428, em maio, 540 e, em junho, 676 nomes.

“É a quarta convocação que estamos fazendo em dez meses de gestão. Prosseguiremos com os estudos e levantamentos das necessidades da secretaria, levando em consideração o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse o secretário.

A secretaria ressalta que os concursados estão substituindo mão de obra terceirizada, seguindo orientação dos órgãos de controle e fiscalização, como o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e o Ministério Público Estadual (MPE-AM).

Publicidade
Publicidade