Quase o dobro

Vereadores da CMM aprovam aumento do “Cotão” para mais de R$ 33 mil por mês

Antes, parlamentares tinham mensalmente R$ 18 mil para bancar desde aluguel de veículos até a contratação de serviços de advocacia

Jefferson Ramos
15/12/2021 às 16:52.
Atualizado em 08/03/2022 às 19:15

(Foto: Robervaldo Rocha / CMM)

De última hora, durante a última sessão do ano, os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovaram no início da tarde desta quarta-feira (15), um projeto de lei para aumentar para R$ 33,085 mil a Cota para o Exercício Parlamentar (CEAP), mais conhecida como ‘Cotão’ para o ano de 2022.

Antes, os vereadores tinham mensalmente R$ 18 mil para bancar desde aluguel de veículos até a contratação de serviços de advocacia e de assessoria de imprensa. O projeto da Mesa Diretora estabelece que o cálculo do cotão da CMM vai ser, no ano que vem, 75% do valor da Ceap dos deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

Cada deputado tem direito a R$ 44.114,47 para usar mensalmente como quiser. O projeto que ainda não tem numeração e nem foi publicado no Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL) da Casa pegou de surpresa o vereador Rodrigo Guedes (PSC).

Guedes disse que ficou sabendo que seria votado o aumento da CEAP quando teve acesso à pauta de votação. Rodrigo Guedes votou contrário ao aumento argumentando que não é o momento para aumentá-la.

Constrangidos depois do discurso de Guedes, os vereadores Raiff Matos (DC) e Capitão Carpê Andrade encaminharam voto contrário ao aumento.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por