Sábado, 16 de Outubro de 2021
Fake News

Vídeo sobre mudança de titularidade de imóvel em Manaus é falso, afirma Prefeitura

Em gravação que circula em redes sociais, homem afirma que projeto da prefeitura teria o ajuda a ter dívida de IPTU perdoada



Fake_News_B9B408D5-839B-46F0-A132-1EEFE8F99945.jpg Foto: Reprodução
10/09/2021 às 18:52

A Prefeitura de Manaus emitiu no fim da tarde desta sexta-feira (10) um comunicado para desmentir um vídeo que circula em redes sociais onde uma pessoa usaria o nome do prefeito de Manaus, David Almeida, e relata que havia comprado uma casa com débitos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) desde o ano de 1992, dívidas essas acumuladas pela antiga dona do imóvel, e segundo ele, por meio de um “projeto” da prefeitura, conseguiu alterar a titularidade do imóvel e ter a dívida perdoada.

“A prefeitura chegou na minha casa, pediu meus documentos dizendo que iria passar o IPTU para o meu nome e, ano que vem, virá o IPTU cadastrado no meu nome e a dívida não será mais minha”, teria afirmado o homem, que em momento algum se identifica, mas também a afirmar que “tantas outras famílias foram beneficiadas”.

Em nota, a Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), responsável pela gestão dos tributos municipais, afirma que tais alegações são falsas e afirma desconhecer qualquer programa com as características citadas pelo cidadão.

“O órgão informa que, a primeira precaução de uma pessoa ao negociar um imóvel é verificar suas dívidas de IPTU. O município informa ainda que os cadastradores do projeto Mapa de Manaus estão percorrendo os bairros da capital, para a conclusão da terceira e última fase do projeto, que somente visa atualizar a base do Cadastro Imobiliário Municipal”, disse a Semef, em nota.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.