Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020
EMPOLGANTE

Pajé tocando tambor e Lenda Amazônica empolgam galera vermelha e branca

Adriano Paketá foi ovacionado ao comandar as tribos em Celebração de Fé, enquanto Lenda Amazônica trouxe Isabelle Nogueira vencendo Wadyê, o devorador de cunhãs



paje_7E13B96F-47E2-41CD-9A03-42CC892D6058.jpg (Foto: Euzivaldo Queiroz)
30/06/2019 às 21:17

Um dos principais destaques individuais do Garantido neste ano de 2019, o estreante pajé Adriano Paketá protagonizou um grande momento nesta terceira noite de Festival Folclórico de Parintins. 

Depois de participar de uma coreografia com as tribos do Boi da Baixa do São José, ele inovou ao comandar o momento tocando tambor. De maneira enérgica, ele tocou o instrumento e levantou a galera vermelha e branca, fazendo a introdução para a toada Celebração de Fé, de autoria do levantador de toadas Sebastião Júnior. Durante a coreografia, o Garantido promoveu ainda a entrada dos tuxauas, fechando este primeiro momento tribal da noite do Boi da Baixa.



Na sequência, o Garantido encenou a Lenda Amazônica Wadyê - O Devorador de Cunhãs. Com uma vistosa alegoria de Júnior Feijó, o bumbá encenou a recriação da lenda da tribo indígena kamakã, que habitou vários trechos da Amazônia Legal e depois se dispersou. O mito do monstro Wadye foi repassado em 1938 por uma índia anciã, remanescente da tribo, Jacinta Grayira, última descendente dos Kamakã. 

Na cênica, que contou com o reforço de 60 dançarinos do grupo Parintins, de Maués, a cunhã-poranga Isabelle Nogueira, veio elevada por um ser esquelético voador e abrandou a fúria do monstro num combate sobrenatural, tornando-o dócil. A representação mostrou o olhar perplexo da tribo e muitas comemorações. Depois, a Cunhã dançou com toda a sua graça e beleza.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.