Sábado, 17 de Agosto de 2019
Sim & Não

Unidos e de olho na Amazônia


pablo_86BFFD4D-7C87-4CE0-B291-7A52DA85FB70.jpg
17/07/2019 às 07:36

Foi realizada ontem, em Brasília, a primeira reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Amazônia. Presidida pelo deputado federal Pablo Oliva (PSL), a frente já conta com 260 integrantes e caminha para ser a maior frente parlamentar do Congresso Nacional. Na reunião de estreia, foi sugerido que a frente retome as discussões de um projeto de lei que autoriza a extração mineral em terras indígenas. Falou-se também em investigar as ONGs que atuam na região.

Controvérsia A julgar pela pauta da primeira reunião, já dá para antecipar que a Frente Parlamentar em Defesa da Amazônia vai suscitar polêmicas e encarar resistência. Mineração em terras indígenas, por exemplo, pode ser considerada a antidefesa da Amazônia por grupos de ambientalistas.

Futuro Com título inspirado em letra de música do grupo Legião Urbana, a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus) promove hoje a palestra “O futuro não será mais como era antigamente”. O evento é alusivo ao Dia do Comerciante.

Nova era A palestra é gratuita e tem foco nos jovens, comerciantes, lojistas, empresários e empreendedores. Será realizada na sede da entidade (avenida Djalma Batista, 3000). O objetivo é orientar os participantes sobre como se conectar com as tendências da Nova Era Digital.

Intercâmbio Alunos do curso de medicina da Keio University School Of Medicine, do Japão, visitaram ontem a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para conhecer a instituição e iniciar negociações de acordos de cooperação entre as duas instituições de ensino.

Realidade Os estudantes japoneses também irão fazer uma viagem de assistência médica no barco da Secretaria Municipal de Saúde, na região do Alto Rio Negro. Durante a viagem, os futuros médicos verificarão in loco a realidade de vida dos ribeirinhos.

Interiorização O plano de expansão da Fametro no interior do Amazonas segue de vento em popa. Após inaugurar uma unidade em Parintins no mês passado, na última sexta-feira, foi publicada uma portaria do Ministério da Educação (MEC) autorizando a instituição a se   instalar na cidade de Coari.

Pioneira Com a autorização do MEC, a Fametro passa a ser a primeira instituição de ensino superior privada de ensino presencial da cidade de Coari (já há algumas de ensino a distância operando na cidade). O credenciamento concedido pelo ministério é válido pelos próximos quatro anos.

Cartão sim Se depender do defensor público Thiago Souza, os motoristas das empresas de transporte por aplicativo Uber e 99 não poderão mais cancelar corridas com pagamento por cartão de crédito em Manaus. As responsáveis pelos apps de mobilidade têm dez dias a partir do recebimento da recomendação para apresentar respostas sobre a questão.

Medidas Entre as medidas sugeridas pela DPE-AM para ajustar a conduta dos motoristas, está a eventual penalização dos parceiros que recorrentemente cancelem corridas com pagamento por cartão e o desenvolvimento de mecanismos nos aplicativos que evitem a recusa das viagens.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.