Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
ELIMINADO

Fast decepciona, é goleado pelo Oeste-SP por 6 a 1 e dá adeus à Copa do Brasil

Com as eliminações de Fast e Manaus, futebol baré se despede da competição na 1ª fase



WhatsApp_Image_2019-02-14_at_21.00.05_2DA7C061-2D72-4F99-B7B7-619F3E855CBD.jpeg Foto: Antônio Lima
14/02/2019 às 23:03

Dominado pelo Oeste, o Fast saiu derrotado pelo placar de 6 a 1, no jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil 2019, na noite desta quinta-feira (14). A partida foi realizada no estádio Ismael Benigno, situado na Glória, Zona Centro-Oeste de Manaus. Com o resultado, o time amazonense foi eliminado da competição. Os gols da partida foram marcados por Alysson, Elvis, Bruno Alves e Jhemy, do Oeste, e Robinho para o Fast.

Ontem, em jogo também realizado na Colina, o Manaus FC empatou com o Vila Nova-GO em 1 a 1 e também deu adeus à competição.



O jogo

A saída de bola foi dada pelo time paulista, que logo tomou a iniciativa e, no primeiro minuto, em jogada perigosa assustou a defesa do Fast que mandou a bola para escanteio.

Empurrado pela torcida, o Tricolor de Aço buscava chegar no contra-ataque explorando a velocidade dos atacantes.

O Oeste tocava bastante a bola no campo defensivo virando o jogo e tentando quebrar a barreira do Rolo Compressor.

Aos 11 minutos, o atacante do Fast Willian Saroa cobrou a falta na entrada da intermediária e com leve desvio a bola quase engana o goleiro Mateus, do Oeste.

Na primeira chegada perigosa do time paulista, aos 16, o camisa 10, Elvis, bateu no canto do goleiro Roger Kath que saltou e fez milagre mandando a bola para a linha de fundo.

O Oeste abriu o placar aos 20, em jogada pela esquerda. Bruno Lopes deu assistência para Alysson e mandou para o fundo da rede. No minuto seguinte, foi a vez de Bruno Lopes marcar o segundo gol.

O que parecia um jogo equilibrado em menos de dois minutos mudou e o Oeste começou a administrar o resultado. A equipe de Barueri chegava fácil no ataque e pressionava o Fast. Com 2 minutos de acréscimos da primeira etapa, o jogo ficou nervoso com um show de cartões amarelos.

No segundo tempo, o Oeste chegou ao terceiro gol, com o chute do camisa 10, Elvis. Mesmo após sofrer o terceiro gol, o Fast subiu a marcação, buscando pressionar a saída de bola do Oeste, mas a defesa paulista seguia bem postada e segurava o ataque do Tricolor de Aço.

Quando o Fast chegou a marcar o gol, a bandeira subiu marcando impedimento do atacante Charles Chenko, que havia balançado as redes do Oeste com um 'peixinho'.

E virou passeio! O Oeste marcou o quarto gol em jogada trabalhada do camisa 9, Jhemy.

Após relaxada da defesa do Tigre, o Fast marcou o primeiro gol com chute colocado de Robinho.

E não deu tempo para comemorar. O Oeste fez o quinto em cobrança de pênalti com Bruno Xavier. Para fechar a conta, Jhemy marcou o sexto gol da partida e sacramentou a vitória do time paulista.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.