Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
NOVA DECISÃO

Alejandro tem prisão domiciliar revogada e deve seguir para presídio

Desembargador derrubou, nesta segunda-feira (7), a decisão que concedeu domiciliar para Alejandro Molina, suspeito de envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos



WhatsApp_Image_2019-10-07_at_12.19.35_81C584AD-CFFC-440C-B8F6-F5BFBC2EFD2E.jpeg
07/10/2019 às 17:22

O desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), revogou a decisão que concedeu prisão domiciliar a Alejandro Molina Valeiko, nesta segunda-feira (7). O filho da primeira-dama teve a prisão temporária novamente decretada e deve permanecer separado dos demais detentos em presídio.

Alejandro Molina estava internado em uma clínica psiquiátrica no Rio de Janeiro, e retornou para Manaus na manhã desta segunda (7). Do Aeroporto, ele seguiu para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Uma decisão da Justiça do Amazonas havia concedido prisão domiciliar e Alejandro ficaria em casa, com vigilância integral e acompanhamento médico.



>>>Leia mais: Laudo médico não invalida prisão temporária de Alejandro, aponta desembargador

No habeas Corpus, com pedido de liminar, impetrado pela defesa de Alejandro, os advogados Marco Aurélio de Lima Choy e Yuri Dantas argumentaram sobre a necessidade de revogar a prisão temporária para que Molina possa continuar o tratamento psiquiátrico no Rio de Janeiro.

Segundo a defesa, a recomendação médica é que Alejandro seja mantido afastado do convívio social e em isolamento médico, preferencialmente na clínica onde estava internado no Rio ou em sua residência, "preservando, ao mesmo tempo, as investigações policiais, a vida e a saúde do Paciente".

A prisão domiciliar foi concedida pela desembargadora-plantonista Joana dos Santos Meirelles, que havia suspendido a prisão temporária, permitindo que Alejandro seguisse para casa até que fosse submetido a uma perícia judicial. 

O desembargador e relator do processo, José Hamilton, entretanto, afirma em sua decisão que o decreto prisional possui "fundamentação idônea, com fatos concretos que evidenciam, tanto a participação do Paciente no crime investigado, quanto a imprescindibilidade do cerceamento da liberdade" de Alejandro para o êxito das investigações.

News whatsapp image 2019 08 23 at 19.06.12 4e380e55 dbba 4a0d 8302 5df680ef7d9a
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.