Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020
CASO FLÁVIO

Alejandro Valeiko é usuário de drogas desde os 13 anos de idade

A informação consta em anexo ao exame de coração realizado ontem (6) no filho da primeira-dama de Manaus. O ecocardiograma feito em Alejandro não apontou nenhuma anormalidade



alejandro_xxxxxxxxxxx_9BA68D3F-45A6-4B89-B4FE-4F431343328C.jpg Foto: Mauro Moraes/TV A Crítica - 05/12/2019
07/12/2019 às 12:12

Um laudo de exame de Alejandro Valeiko, 30, apontado como um dos envolvidos no homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues, revelou que o filho da primeira-dama de Manaus é usuário de drogas (álcool, maconha e cocaína) desde os 13 anos de idade. A informação consta em anexo ao exame de coração realizado ontem (6) no paciente que permanece internado em uma unidade hospitalar particular no Centro de Manaus.

O ecocardiograma feito em Alejandro não apontou nenhuma anormalidade. Além disso, conforme consta no documento, com data de ontem, o enteado do prefeito de Manaus se encontra dormindo no leito, acorda quando solicitado, responde as solicitações verbais, tendo bom estado geral, discurso coerente e conexo, sem alterações quanto ao curso e conteúdo do pensamento, humor um pouco rebaixado, atribuído pela situação de estresse que se encontra, mas nega ideação suicida ou pensamentos de ruína.



Ainda conforme o laudo, Alejandro se encontra em abstinência de drogas há dois meses, se queixa de ansiedade em grau leve, devido à sua situação de cárcere, e de ganho de peso de aproximadamente 15 quilos. Nega alucinações auditivas ou visuais atualmente ou ao longo da sua história de doença, ausência de sintomas psicóticos e sem alterações da motricidade. Está em uso de Olanzapina (antipsicótico) e Rivotril (ansiolítico), e tem dificuldade de conciliar o sono, mesmo em uso de medicação.

Segundo informações obtidas pela reportagem, Alejandro passará por uma nova série de exames. Não há informações sobre quando ele será transferido para o Centro de Detenção Provisória  de Manaus (CDPM) 1, no quilômetro 8 da BR-174, para cumprir prisão preventiva.

Ele retornou anteontem (5), às 20h, para a unidade hospitalar após sintomas de instabilidade na pressão, de acordo com sua defesa. A expectativa era que fosse transferido ainda ontem (6) para o CDPM 1.

Valeiko desde o dia 7 de outubro ocupava uma cela individual na sede do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Zona Oeste de Manaus. No CDPM 1, o preso vai dividir uma cela de 14 metros quadrados com outros sete detentos. A cela fica em uma ala não faccionada – onde não há integrantes de facção criminosa.

News rafael seixas f19bfc74 2a6d 4824 91e0 ea63ab017774
Editor do Portal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.