Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
publicidade
987_BA00BA30-B16A-4AB9-9AAD-EBCE52921806.jpg
publicidade
publicidade

MAUS TRATOS

Cantor que gravou vídeo de sexo com porco faz música em tom de deboche sobre o caso

Em nova filmagem, “Biell Loop” aparece cantando uma música em ritmo de forró dizendo “eu não tava comendo o porco”, o que para a polícia é uma prova de autoria do crime


12/03/2019 às 12:05

Denunciado por maus-tratos aos animais após aparecer em um vídeo nas redes sociais supostamente fazendo sexo com um porco, e depois de negar ser ele nas imagens, o cantor de forró Gabriel Tavares, o “Biell Loop”, voltou a causar polêmica. Ele postou outro vídeo na internet, de 30 segundos, cantando uma música em tom de deboche sobre o caso. Para a polícia, a nova filmagem é mais uma prova de autoria do crime.

No novo vídeo, Biell Loop aparece em cima de um palco cantando uma música em ritmo de forró e sendo acompanhado por uma banda. O vídeo é filmado por outra pessoa, um homem. “Eu fui fazer vídeo, do nada fiquei famoso. Eu fui fazer vídeo, do nada fiquei famoso”, diz o vocalista da banda Forró na Pegada no primeiro trecho. “Eu não tava comendo o porco. Eu não tava comendo o porco. Tava não, tava não, era só brincadeira”, finaliza.

Para a delegada Carla Biaggi, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema) e que investiga o caso, o novo vídeo serve como mais uma prova contra Biell Loop. A filmagem será anexada ao processo em curso. O cantor foi denunciado por maus tratos aos animais porque zoofilia não é crime no Brasil.

Negou ser ele nas imagens

Na terça-feira passada (5), Gabriel Tavares foi notificado pelo Batalhão Ambiental da Polícia Militar a comparecer no dia seguinte à Dema para prestar esclarecimentos sobre denúncia de zoofilia. Em depoimento, o cantor negou envolvimento no caso e disse que não era ele quem aparecia nas filmagens, apesar de ter dito antes que tudo não passava de “uma brincadeira de mau gosto” e de o próprio cantor ter postado o vídeo em suas redes sociais e ainda comentado na publicação.

O novo vídeo dele cantando uma música em tom de deboche, segundo a delegada Carla Biaggi, reforça que o cantor mentiu em depoimento à Polícia Civil sobre ser ele nas imagens. O caso continua sendo investigado pela polícia. “Ele está confessando que gravou o vídeo. Eu vou juntar esse vídeo nos autos do processo e vou mandar para a Justiça junto com o procedimento porque é mais uma prova que ele fez o vídeo e mentiu para a polícia. Fora isso, nós temos prints de outras postagens dele no Facebook em que ele assume que fez o vídeo”, disse Biaggi.

Segundo a Lei de Crimes Ambientais n◦ 9605/98 Art. 32 e incisos, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos tem pena de 3 meses a 1 ano de detenção, além de multa.

publicidade
publicidade
Com 4 faixas, 'Virtual' é o novo EP da cantora amazonense Kely Guimarães
Beyoncé lança documentário na Netflix e álbum sobre apresentação no Coachella
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.