Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
MEDIDA

'Caso Flávio': mais três são alvos de mandados de prisão temporária 

Um dos presentes na casa do filho da primeira-dama do município, Elielton Magno foi preso na tarde desta quinta-feira após conceder entrevista na sede da TV A Crítica ao apresentador Sikêra Júnior



Capturar_D36B2155-45CC-467D-9329-E6E28DDDBFBB.JPG Foto: Reprodução/TV ACrítica
03/10/2019 às 13:56

José Edvandro Martins de Souza Júnior, Mayc Vinícius Teixeira Parede e o sargento da Polícia Militar Eliseu da Paz de Souza, que trabalha na equipe de segurança da Prefeitura de Manaus, conhecido como 'Da Paz',  são os alvos dos mandados de prisão que a Polícia Civil deve cumprir agora à tarde como parte das investigações do 'Caso Flávio'. 

Em relação a Alejandro Molina, filho da primeira-dama Elisabeth Valeiko, e a Vitório Del Gato, que morava com ele na casa onde ocorreu o tumulto no condomínio Passaredo, na Zona Oeste, as prisões foram pedidas, mas os mandados de prisão ainda não foram expedidos.



As investigações apuram os responsáveis pela morte do engenheiro Flávio Rodrigues, encontrado morto na última segunda-feira (30) após participar de uma festa privada na casa de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama do município, Elisabeth Valeiko, no condomínio Passaredo, no bairro Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus.  Um dos homens que estava presente na festa, Elielton Magno de Menezes Júnior, foi preso na tarde desta quinta-feira, após conceder entrevista na sede da TV A Crítica ao jornalista Sikêra Júnior.

Todos os alvos dos mandados de prisão estavam na casa no momento em que o crime teria ocorrido - a perícia já constatou vestígios de sangue na residência. O único que não participou da festa foi o sargento, que era o responsável por dirigir o Corolla prata, de placas PHY-8178, que foi periciado após suspeitas de ter ido ao local após o crime. 

De acordo com o prefeito de Manaus, Arthur Neto, Alejandro Valeiko está numa clínica de reabilitação por conta do vício em drogas. Ele chegou a depor antes de ir para a clínica. Todos os alvos de mandados de prisão também já foram ouvidos.

Em nota, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) informou que a portaria que decretou os mandados de prisão temporária de quatro suspeitos do crime de homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, expedido pelo juiz plantonista do Plantão Criminal da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, não teve a manifestação do Ministério Público. O pedido foi feito pelo delegado do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Aldeney Goes Alves. A decisão foi tomada pelo juiz plantonista Alcides Carvalho Vieira Filho. 

*Matéria atualizada às 15h58 para corrigir a informação de que um mandado de prisão temporária havia sido expedito também para Alejandro Valeiko e Vittorio Del Gatto.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.