Sábado, 17 de Agosto de 2019
MINISTRO

Amazônia será exemplo de desenvolvimento sustentável, diz futuro ministro da C&T

Anunciado hoje como responsável pela pasta de Ciência e Tecnologia no governo de Bolsonaro, o astronauta Marcos Pontes falou sobre a importância da região amazônica durante evento em Manaus



31/10/2018 às 13:22

Protagonista da primeira missão espacial vivida por um brasileiro, o astronauta Marcos Pontes foi anunciado nesta quarta-feira (31) como futuro ministro de Ciência e Tecnologia do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Pontes, que também é tenente-coronel, teve a confirmação da ida dele à pasta durante um evento em Manaus e falou sobre a importância da Amazônia na gestão que começa a partir de janeiro de 2019.

No inicio de uma coletiva de imprensa, o futuro ministro manteve um tom cauteloso ao se referir ao convite do presidente eleito. Durante conversa com os jornalistas, ele recebeu uma ligação telefônica de Bolsonaro, mas não revelou os assuntos tratados. Minutos depois, Bolsonaro anunciou pelo Twitter a confirmação de Pontes no Ministério C&T. Quando soube da confirmação, o astronauta agradeceu o convite e prometeu "cumprir a missão".

O astronauta Marcos Pontes lembrou que as conversas dele com Bolsonaro sobre a ida ao Ministério de Ciência e Tecnologia começaram muito antes das eleições 2018. "Eu conversei com ele (Bolsonaro) na época que era ainda pré-candidato. Ele pediu que o ajudasse nos setores de Ciência e Tecnologia, que é uma área que tenho trabalhado desde da função que cumpri como técnico no Senai. Recebo tudo isso de forma muito positiva", comentou o tenente-coronel.

Questionado pela reportagem do Portal A Crítica sobre o foco que a Amazônia terá em sua gestão no Ministério de Ciência e Tecnologia, Pontes afirmou que quer usar a região como um exemplo de desenvolvimento sustentável. "Certamente teremos um foco na Amazônia. Trabalho na Organização das Nações Unidas (ONU) com o desenvolvimento industrial e sustentável. A Amazônia é uma região que chama naturalmente a atenção do planeta, por todas as características que temos aqui. Tem que ser aproveitado isso em termos de desenvolvimento sustentável, para servir como exemplo ao planeta das possibilidades, que podemos colocar em prática", disse o futuro ministro.

Pontes afirmou ainda que sente um carinho especial pela região amazônica e lembrou de momentos em missões espaciais. "Tem muita coisa que deve ser feita e será feita em relação a Amazônia. Tenho um carinho muito grande pela região, afinal de contas, é uma área que para quem já viu do espaço é exclusivamente inclusiva no planeta. É muito bonito", comentou o astronauta.

O futuro ministro também "pregou" a união das pessoas para que problemas no governo brasileiro sejam resolvidos. "Uma coisa interessante quando se pensa em estação espacial internacional é que a gente tem pessoas de várias culturas trabalhando juntas. Mas temos um problema aqui (Brasil), que afeta todo mundo. As pessoas tentam ver um problema com apenas uma abordagem e acreditam que a sua ideia de solução é melhor. Mas se a gente consegue unir todos, com olhares diferentes, certamente acharemos uma solução melhor", explicou Pontes.

Evento em Manaus

Marcos Pontes participou nesta quarta-feira (31), em Manaus, do evento de lançamento da temporada 2018 do Torneio de Robótica First Lego League, no Sesi Clube do Trabalhador, que este ano terá como tema "Into Orbit" (Em órbita).

Pontes é mestre em Engenharia de Sistemas pela Naval Postgraduate School, (Califórnia-EUA), engenheiro aeronáutico formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e astronauta profissional especialista de missão (NASA). Ele também é ex-aluno do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.