Publicidade
Manaus
MORTE

Corpo do sexo masculino é encontrado na Ilha do Marapatá em Manaus

Família do aviador Gabriel Ferreira, 25, desaparecido desde a madrugada da última segunda-feira (2), esteve no local 05/07/2018 às 16:19
Show ilha
Foto: Reprodução/Internet
acritica.com Manaus (AM)

O corpo de um homem do sexo masculino foi encontrado na tarde desta quinta-feira (05), por volta das 15h, na Ilha do Marapatá, que fica próximo ao Encontro das Águas. A informação foi divulgada pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo a corporação, o cadáver não é do aviador Gabriel Ferreira, de 25 anos, desaparecido desde a madrugada da última segunda-feira (2). A família do aviador esteve no local e descartou a possibilidade do corpo ser de Gabriel.

O Instituto Médico Legal foi acionado para a realização dos procedimentos cabíveis e a Polícia Civil realizará as investigações sobre o caso.

Câmeras da Ponte

A equipe de reportagem do Portal A Crítica esteve na Ponte Jornalista Phelippe Daou (Rio Negro), na tarde da última terça-feira (3) e verificou que pelo menos cinco câmeras de segurança estão instaladas ao longo da via que liga Manaus a Iranduba.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informa que, atualmente, uma câmera de monitoramento está instalada e funcionando na ponte.

“As demais câmeras mencionadas são de empresas privadas, que não tem mais contrato vigente. Qualquer delegacia pode requisitar as imagens para investigações. Atualmente, a SSP está desenvolvendo um projeto de ampliação das câmeras de monitoramento em Manaus, que será lançado em breve”, finaliza o comunicado da SSP-AM.

Ocorrência

De acordo com aviadores do mesmo esquadrão da FAB de Gabriel, no dia em que desapareceu, por volta das 3h, eles retornaram de uma viagem e foram para as respectivas casas onde moram, na capital amazonense.

O carro do aviador foi encontrado, por volta de 6h da segunda-feira, com objetos pessoais do aviador, como aparelho celular, carteira e dinheiro. A chave do automóvel estava na ignição, segundo policiais militares que acharam o carro estacionado no lugar. Desde então, os amigos e familiares de Gabriel não tiveram mais notícias sobre ele.

Publicidade
Publicidade