Publicidade
Manaus
CRIME

Idosa e sobrinho tiveram cabeça arremessada contra o chão antes de morrer, diz Ciops

Além dos vários golpes, relatório da ocorrência no conjunto Hiléia também revela que Arlete de Almeida, 70, recebeu uma tesourada na testa 05/12/2018 às 16:55 - Atualizado em 06/12/2018 às 08:47
Show hil ia 2cd0dd1a 16bf 49f3 823f 0d073e26722e
Velório das vítimas em igreja do Hiléia. Foto: Jander Robson
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O relatório do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) concedeu mais detalhes sobre a morte da auxiliar de patologia Arlete de Almeida, 70, e do sobrinho, o vendedor Alexsandro Matheus Araújo de Lima, 31, ocorrido nessa terça-feira (4) em um imóvel localizado na rua 10 do conjunto Hiléia, bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus.

Conforme informações do relatório, os dois foram encontrados mortos, um em cada banheiro da casa. Ambos estavam sem roupas e cada um teve a cabeça esmagada. Segundo o Ciops, as duas vítimas tiveram as cabeças arremessadas contra o chão. A idosa, além do espaçamento, também levou um golpe de tesoura na testa.

Durante o velório das vítimas em uma igreja no Hiléia, a irmã de Alexsandro, Rejane Araújo de Lima, 41, desabafou e pediu por Justiça. Segundo ela, o perfil da tia Arlete e de Alexsandro não permitiam que ambos tivessem inimigos. “Eram queridos, ele e minha tia eram doces, todos gostavam deles e não tinham como ter inimigos”, disse ela. A irmã afirmou que Alexandro não estava em um relacionamento sério.

A Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), que investiga o caso, diz ter um suspeito de ter cometido o crime e segue em diligências pela capital para localizá-lo.

Publicidade
Publicidade