Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
inc_ndio_5CD4CB9F-548A-43BB-9C43-756427D835F0.JPG
publicidade
publicidade

ZONA SUL

Incêndio no Educandos é controlado e Polícia Civil vai investigar causas

Informações preliminares apontam que o incêndio teria iniciado após a explosão de uma panela de pressão, adiantou secretário de segurança


18/12/2018 às 01:48

O incêndio que atingiu residências no bairro Educandos na noite desta segunda-feira (16) foi controlado, informou o subcomandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, Coronel Josemar Santos, por volta das 00h40 da madrugada desta terça-feira (18). Foram mais de três horas de um intenso trabalho de combate, que envolveu todo o efetivo da capital e reforços da Região Metropolitana de Manaus.

"Conseguimos conter o incêndio. E estamos na fase de rescaldo, para tentar evitar a reignição. A operação durou em torno de três horas e vai continuar a noite inteira para evitar o rescaldo", disse o subcomandante dos Bombeiros Militares do Amazonas.

Segundo o secretário de segurança, coronel Amadeu Soares, informações preliminares apontam que o incêndio teria iniciado após a explosão de uma panela de pressão em uma das residências.

"As informações preliminares dão conta de que o incêndio começou com uma panela de pressão. O vento estava muito forte na hora e ajudou a alastrar e se transformou nesse incêndio de grandes proporções", disse.

A Polícia Civil vai abrir uma investigação para apurar as causas do incêndio, disse o delegado Divanilson Cavalcante. O caso ficará no 2° Distrito Integrado de Polícia (DIP). O Instituto de Criminalística será responsável pela perícia para identificar as causas do incêndio.

"O trabalho agora é o rescaldo do incêndio e o redirecionamento das famílias para os abrigos. A Polícia Militar vai permanecer no local para evitar que ocorram crimes, como furtos na área. A Polícia Militar interviu de maneira célere. Muitas pessoas já foram para casas de parentes e outras serão redirecionadas para abrigos", afirmou o secretário de segurança.

Cerca de 50 policiais militares foram deslocados para a área, segundo o subcomandante da PM, Coronel Ayrton Norte. Além da contenção, os policiais também viabilizaram a remoção de veículos estacionados e que dificultavam a entrada dos bombeiros. O incêndio ocorreu na Rua Nova, em uma comunidade denominada Favela do Bodozal.

O secretário executivo da Defesa Civil do Estado, Hermógenes Rabelo, disse que com o controle do incêndio as ações se voltam ao trabalho de identificação das famílias. Imagens de satélite da área deverão ajudar a identificar as residências. A estimativa inicial é que cerca de 600 moradias tenham sido destruídas.

"Esse pode ser o maior incêndio urbano da cidade de Manaus", comentou o secretário. "Depois de controlado o sinistro, vamos fazer o levantamento das famílias desalojadas, identificar cada família para que o governo e a prefeitura façam o atendimento e iniciem a ajuda humanitária", disse Rabelo.

publicidade
publicidade
Banco de DNA ficará completo até final do governo, diz Sérgio Moro
Ônibus da linha 315 pega fogo e precisa ser evacuado dentro do T1 em Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.