Publicidade
Manaus
INVESTIGAÇÃO

Personal trainer morto a tiros se envolvia com muitas mulheres casadas, diz delegado

Informações de conversas de WhatsApp estão sendo úteis na investigação, segundo Orlando Amaral 13/11/2018 às 18:38 - Atualizado em 13/11/2018 às 19:35
Show show d rio e78e5403 cf2b 4d1e bddb cee41ed1b940
O lutador de jiu-jitsu mantinha diversos relacionamentos amorosos, com mulheres solteiras e também casadas, e que essa é uma das principais linhas de investigação da unidade. Foto: Reprodução Facebook
Fábio Oliveira Manaus (AM)

As investigações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros apontam que o personal trainer Dario Santos Guedes, 36, morto com cinco tiros no dia 7 deste mês, se envolvia com muitas mulheres casadas e que costumava falar sobre os romances para amigos no Whatssap. A informação é do delegado Orlando Amaral, titular da DEHS.
  
De acordo com Amaral, o lutador de jiu-jitsu mantinha diversos relacionamentos amorosos, com mulheres solteiras e também casadas, e que essa é uma das principais linhas de investigação da unidade. Segundo o delegado, Dario conversava com amigos pelo Whatssap sobre as mulheres que ficou e até as que pretendia ficar.

“Realmente ele mantinha muitos relacionamentos com mulheres casadas e fazia questão de divulgar isso pelo Whatssap, conversava com amigos de que ficou com aquela, com essa, que não queria mais a fulana ou ciclana, de certa forma se vangloriava disso, essa é uma das linhas”, explicou Orlando Amaral.

A DEHS também procura a ex-noiva de Dario, que, segundo amigos próximos e familiares, causou muitos problemas para ele. “A família contou que eles tiveram uma relação conturbada, separação problemática, mas não achamos essa mulher. A família só deu o primeiro nome dela e estamos tentando localizá-la”, finalizou.

Publicidade
Publicidade