Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
POLÊMICA

Sindicato dos Rodoviários adotará medidas contra pagamento no 'cartão'

O sindicato afirmou que o decreto da Prefeitura, em colocar uma única tarifa no transporte público, 'gerou um descontentamento geral' da categoria



aaaa_rodo_C06E76CD-663C-456C-9A3B-CE65F57BBD4F.JPG Foto: Arquivo AC
20/09/2019 às 10:00

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM) afirmou na manhã desta sexta-feira (20), que adotará medidas contra a determinação da Prefeitura de Manaus, em colocar uma única tarifa, por meio do smart card, no serviço de transporte coletivo. A informação foi confirmada por meio da assessoria de imprensa do órgão.

Segundo a assessoria do STTRM, o decreto da Prefeitura gerou um "descontentamento geral e que o Sindicato adotará medidas contra a determinação". As decisões da categoria serão divulgadas na tarde de hoje (20), por volta das 14h, na sede do sindicato, localizada no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul de Manaus, durante coletiva de imprensa.



O presidente do sindicato, Givancir Oliveira, convidou os trabalhadores para "guerra" contra a Prefeitura de Manaus. "Manaus amanhece com uma bomba do prefeito Arthur Neto, lançando um decreto. Vamos para guerra, o prefeito acha que vai ser fácil, mas não vai ser", destacou o sindicalista.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram)  foi procurado pela reportagem e afirmou que apenas o interventor do sistema de transportes nomeado pela Prefeitura, o empresário Francisco Bezerra, pode se posicionar sobre o caso.

Decreto da Prefeitura

No decreto N° 4.587, de 19 de Setembro de 2019, a Prefeitura afirma que as empresas concessionárias do serviço de transporte público de Manaus têm o prazo até dia 18 de novembro para “adotar as medidas necessárias ao cumprimento da determinação, a fim de universalizar o acesso aos bilhetes eletrônicos”. O decreto entrou em vigor a partir de ontem (19).

Ainda no DOM, o órgão municipal alega que a medida é necessária "considerando a necessidade da adoção de medidas que permitem maior segurança aos usuários e trabalhadores do sistema de transporte público de Manaus". A determinação não cita o que será feito com os cobradores dentro dos ônibus de Manaus.

News amanda00 fbdf33e9 57d8 4f3d 9b50 fe9771f08596
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.