Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
CASO FLÁVIO

Suspeitos em morte de engenheiro vão passar por acareação

Os seis suspeitos de envolvimento no crime, que vitimou o engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, ficarão cara a cara para explicar divergências em depoimentos dados à polícia. Data não foi informada



WhatsApp_Image_2019-10-08_at_14.48.30_F640F495-BE37-4205-B911-7F5984E648AD.jpeg Foto: Junio Matos/Freelancer
10/10/2019 às 07:04

Os seis suspeitos de envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, 42 anos, encontrado morto no dia 30 de setembro, no bairro Tarumã, na Zona Oeste, serão colocados cara a cara para explicar divergências nas informações em seus depoimentos, conforme informou o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins.

As informações desencontradas nos depoimentos de Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior, José Edvandro Martins de Souza Júnior, o sargento da Polícia Militar Elizeu da Paz de Souza, Mayc Vinícius Teixeira Parede e o cozinheiro Vitório Del Gato, de acordo com o delegado, levantou dúvidas sobre o verdadeiro autor do crime, mesmo depois de Mayc ter assumido ser o autor das facadas que mataram Flávio.



Conforme Martins, será feita uma acareação, ainda sem data marcada, e também serão ouvidas outras pessoas, com o objetivo de esclarecer quem é o verdadeiro assassino de Flávio. Em seu depoimento, Mayc disse que matou o engenheiro porque ele era o mais agitado.

Na quarta-feira (9), investigadores da DEHS que estão trabalhando no caso voltaram ao Tarumã, área vizinha ao condomínio Passaredo, residência de Alejandro Molina, onde o corpo de Flávio foi desovado. A visita ocorreu para colher mais materiais, que serão encaminhados à perícia e poderão se transformar nas provas necessárias para elucidar de vez a autoria do crime.

Todos os suspeitos já foram ouvidos e agora a polícia aguarda os laudos periciais, para tirar algumas dúvidas que ainda persistem e depois encaminhar o inquérito à Justiça.

Entenda o caso

O engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos foi encontrado morto após uma festa na casa de Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama do município Elisabeth Valeiko. De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) feito por um dos colegas do engenheiro, José Edvandro Martins de Souza Júnior, a casa de Alejandro foi invadida por dois homens mascarados que sequestraram e mataram Flávio.

Conforme os depoimentos, os homens encapuzados seriam o sargento Eliseu da Paz, segurança do prefeito de Manaus e familiares, lotado na Casa Militar, e o lutador de MMA Mayc Vinicius Teixeira Parede. Em depoimento à polícia, da Paz disse que foi por conta própria verificar como estavam as coisas na casa de Alejandro e resolveu dar um susto no filho do patrão. Na terça-feira (8), Mayc assumiu ser um dos mascarados e que matou o engenheiro.

Estão presos suspeitos de envolvimento no caso Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama e dono da casa onde o crime ocorreu; Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior e José Edvandro Martins de Souza Júnior, que estavam na residência como convidados de Alejandro; Vitório Del Gato, cozinheiro do anfitrião; além do sargento e Mayc.

O grupo cumpre a prisão provisória por 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 15, até a conclusão do inquérito policial. Parte está custodiada na carceragem do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e parte na DEHS.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.