Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
REGIÃO CENTRAL

Tampas inapropriadas em bueiros 'ajudam' a causar mais prejuízos durante chuva

Comerciantes do Centro afirmam que os tampões colocados em bueiros pela Prefeitura de Manaus impedem a vazão da água



TAMP_O_E90CA8B3-1FDD-4DD5-8725-378DD25BFE31.JPG Foto: Winnetou Almeida
28/09/2019 às 14:42

A intensa chuva ocorrida nesta sexta-feira (27) deixou também várias lojas do Centro de Manaus alagadas, especialmente o comércio localizado na rua Saldanha Marinho, esquina com a Lobo D'almada. A causa, segundo alguns comerciantes, é de que tampas inapropriadas de bueiros e a grande quantidade de lixo obstruíam a passagem das águas.

Prova disso que um vídeo foi registrado pelos lojistas. Trabalhando há 40 anos com vendas de tecidos, Abud Baydoun, 64, contou que as águas do temporal ocorrido ontem chegaram a quase um metro de altura. Segundo ele, um tampão inapropriado foi colocado pela Prefeitura de Manaus, o que veda a vazão da água.



“A água, que desce de cima, acumula na rua Saldanha Marinho e a saída do bueiro é pouca, além de entupida. Essa questão não é de hoje, há mais de 20 ou 30 anos, sempre tivemos esse problema e prejuízo. A gente pede para que olhem mais para essa parte do centro também. A gente sofre com as chuvas também e parece que não há solução”, ressaltou.

O mesmo problema e prejuízo acontecem com o comércio de Rony da Silva, 32 anos. “A gente tem muita dificuldade por aqui por conta dessa situação. Antes de ser tampado, havia uma grade e nós tirávamos essa grade para a água descer. Quando vieram, não colocaram a grade e sim um tampão e por conta desse tampão, começa a transbordar mais ainda e acaba alagando as lojas”, destacou.

Ainda no início da tarde deste sábado (28), o comerciante Dionatan Pastana, de 24 anos, limpava e retirava os restos de sujeira acumulada por conta da chuva. Segundo ele, a alagação na área central é comum, especialmente naquela rua. “Ontem estava uma piscina, na verdade. É muito lixo que atrapalha a passagem da água”.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Manaus e aguarda posicionamento. Assim que a nota for enviada, ela será incluída na matéria.

Chuvas intensas

Até momento, 73 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil de Manaus devido as fortes chuvas da noite de ontem na capital. Até as 22h30 de ontem, a Defesa Civil de Manaus havia registrado 74,2 mm de chuva para a cidade. De acordo com a pasta, foram 131 mm de chuva apenas na Zona Leste, sendo a área mais atingida a região dos bairros Jorge Teixeira e Tancredo Neves.

“Foi uma chuva acima do normal em três horas. As nossas equipes estão fazendo os levantamentos e avaliação geral dos acontecimentos em vários pontos da cidade. Até o momento, temos 73 ocorrências e em cima disso estamos com nosso pessoal em campo para que a gente possa fazer atendimento das famílias vulneráveis por essa chuva”, afirmou o secretario executivo da Defesa Civil de Manaus, Cláudio Belém.

Além de dois óbitos, entre as ocorrências materiais registradas na cidade foram de desabamentos de muro; desabamentos parciais e total de casa; rompimento de bueiro dentro do terreno de sinistrada; alagações além de deslizamento de barranco.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.