Domingo, 24 de Janeiro de 2021
Até 2035

Vereador critica renovação de contratos milionários da Prefeitura

Chico Preto (DC) repudiou a decisão da Prefeitura de Manaus de renovar os contratos dos serviços públicos como transporte coletivo, iluminação e serviços de limpeza ao fim do mandato.



49195111352_4a626ef4cb_k_DD5BC25C-4F8D-4ED7-ABF6-BB2025B10DBE.jpg Foto: Divulgação
02/12/2020 às 15:15

Em uma transmissão realizada por meio das redes sociais o vereador Chico Preto (DC) repudiou a decisão da Prefeitura de Manaus de renovar os contratos dos serviços públicos como transporte coletivo, iluminação e serviços de limpeza ao fim do mandato. O parlamentar alega que as concessões são uma manobra política de Artur Virgílio Neto (PSDB) para “engessar” a próxima administração.

Segundo o vereador, as ações de Artur estariam evidenciando a torcida do atual prefeito pelo fracasso da próxima gestão municipal, que será assumida por David Almeida (Avante) a partir de janeiro.



“O próximo prefeito vai ter uma grande dificuldade de, por exemplo, pensar uma nova licitação, porque já era tempo. Esse contrato está vencendo agora em 2021”, explica.

No último ano de seu mandato como prefeito, Artur Virgílio Neto assinou ao menos três contratos aditivos para prestação de serviços públicos sem a necessidade de licitação. O primeiro foi do transporte coletivo, após uma intervenção de 180 dias que não apresentou grandes resultados, o transporte coletivo manauara continuará sendo operado pelas mesmas oito empresas por mais 10 anos.

Em maio, a Prefeitura também renovou por um valor total de R$ 992,3 milhões, o contrato com a empresa Manaus Luz Pública por mais 15 anos, mesmo período que as empresas Tumpex e Marquise S.A deverão continuar administrando a limpeza pública do município, conforme a reportagem de A CRÍTICA divulgada hoje (2).

Para Chico, o novo prefeito receberá um transporte público sucateado e com ameaça de greve dos rodoviários. O correto, segundo o parlamentar, seria que Artur deixasse para David a decisão pela renovação ou não dos contratos, ao prefeito atual caberia apenas o decreto de prorrogação por no máximo 1 ano para manter a regularidade dos serviços à população.

“Uma das providências necessárias agora seria uma nova licitação novos ônibus, novas empresas, uma nova operação, uma nova metodologia para o transporte coletivo, mas tudo isso esta sendo diifucultado pela decisão do prefeito que manaus travou Manaus não na beleza [...] mas travou em vários aspectos”, ironizou o vereador.

Chico finalizou a sua fala denunciando ações suspeitas de Artur com os empresários e a inércia dos vereadores que apoiaram as decisões do prefeito. “Isso soa mais como carta marcada. No final do mandato a mesada esta garantida para os próximos anos”, concluiu.

Sobre os questionamentos feitos pela reportagem a respeito do tempo pelo qual os contratos foram prorrogados e a mudança do posicionamento de Artur sobre a renovação dos contratos com as mesmas empresas a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), se limitou a informar que "os contratos foram prorrogados dentro dos prazos possíveis pela legislação de concessões".

Segundo a nota "caso não fossem estendidos, iriam vencer e os serviços e atendimentos seriam interrompidos". Os contratos para prestação de serviços das duas empresas de limpeza pública, antes da renovação, chegariam ao fim em 2021.

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.