Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
RELATO

Viúva de advogado é a primeira a ser ouvida em julgamento de Sotero

O advogado de defesa de Sotero, Cláudio Dalledone, pediu ao juiz Celso de Paula que a promotoria evite tanta exposição emocional da vítima



esposa_45805FD2-BDAE-459F-87C9-FF1BC9D05394.JPG Foto: Junio Matos
27/11/2019 às 14:29

Na qualidade de testemunha de acusação, Fabíola Rodrigues Pinto de Oliveira, viúva do advogado Wilson Justo Filho, morto no dia 25 de novembro de 2017, foi a primeira interpelada pelo Ministério Público Estadual (MPE - AM) nesta quarta-feira (27), primeiro dia de julgamento do delegado de Polícia Civil Gustavo de Castro Sotero.

Durante duas horas, a promotoria fez questionamentos à Fabíola. No início a promotoria questionou sobre a vida de Fabíola antes e depois do crime, ocorrido dentro de uma casa noturna na Zona Oeste de Manaus. O advogado de defesa de Sotero, Cláudio Dalledone, pediu ao juiz Celso de Paula, titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, que a promotoria evite tanta exposição emocional da vítima.



O promotor George Pestana então passou a mostrar os vídeos das câmeras de segurança do circuito interno da casa noturna onde o crime aconteceu. Por diversas vezes solicitou que Fabíola apontasse onde estavam todos os envolvidos no momento dos disparos efetuados por Sotero, por ângulos diferentes.

Ao promotor público, Fabíola afirmou que tanto ela quanto Wilson Justo ingeriram bebida alcoólica ao chegar no estabelecimento. Ela também afirmou que, horas antes do fato naquele mesmo dia, o advogado havia ingerido bebida alcoólica em outro evento. Ao júri não soube precisar a quantidade exata.

Em primeiro depoimento, na fase de Inquérito Policial (IP), Fabíola afirmou que não conhecia e nem notou a presença de Sotero, a quem se refere constantemente como "atirador". Questionada pelo promotor se reconheceu Gustavo Sotero antes do crime, Fabíola disse que reconheceu o réu.

"Eu disse ao Wilson que não conhecia Sotero justamente para evitar que meu marido fosse tirar satisfação com ele. Mas eu notei que ele (Sotero) insistentemente me olhava, mas neguei a Wilson", declarou.

E ainda complementou: "Meu marido foi tirar satisfação, mesmo sem entender o que os dois conversaram, notei que Sotero respondeu Wilson de forma debochado. Foi isso que deixou Wilson irritado".


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.