Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
INVESTIGAÇÕES

Caso Flávio: primeira-dama de Manaus será ouvida em inquérito nesta segunda (14)

Depoimento de Elisabeth Valeiko, esposa do prefeito de Manaus, Arthur Neto, foi requisitado pelo delegado Paulo Martins, titular da DEHS



primeira_damaaaa_E7DFDD2A-3269-4F8B-A6AA-4745F5D912C4.JPG Foto: Reprodução
14/10/2019 às 08:25

A primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko, irá prestar depoimento nesta segunda-feira (14) na Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), situada na Av. Grande Circular, Zona Leste de Manaus. Ela vai ser ouvida no inquérito que investiga as circunstâncias da morte do engenheiro Flávio Rodrigues, que teve o corpo encontrado no dia 30 de setembro, em um terreno no Tarumã, Zona Oeste, após uma festa na casa de Alejandro Valeiko, filho de Elisabeth, e enteado do prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB). 

O depoimento de Elisabeth Valeiko foi requisitado pelo delegado Paulo Martins, titular da DEHS. Até o momento, a Polícia Civil do AM prendeu temporariamente seis envolvidos, entre eles, o filho da primeira-dama.



Em entrevista vinculada ontem em um programa de TV nacional, Elisabeth Valeiko afirma que foi até a casa após receber uma mensagem da portaria do condomínio Passaredo, na Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus, onde mora Alejandro. 

“De fato, havia sangue. A minha filha pegou papel, não sei se foi papel toalha ou papel higiênico, passou, limpou”. Ela também criticou o método de investigação. “O que eu acho que seria correto era a polícia ter vedado o lugar, não deixando ninguém entrar, e fazer uma perícia. Porque a verdade eu quero”, concluiu.

Na última segunda-feira (7), Alejandro afirmou, em depoimento, que não teria avisado sua mãe sobre ter reconhecido o segurança, Elizeu da Paz, designado pela Prefeitura de Manaus para o proteger, como sendo um dos supostos encapuzados que protagonizou a invasão ao seu imóvel e que agrediu ele e Elielton Magno [também preso temporariamente], além de ter sequestrado Flávio Rodrigues no dia 29 de setembro.

Entenda o caso

O engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos foi encontrado morto após uma festa na casa de Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama do município Elisabeth Valeiko. De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) feito por um dos colegas do engenheiro, José Edvandro Martins de Souza Júnior, a casa de Alejandro foi invadida por dois homens mascarados que sequestraram e mataram Flávio.

Conforme os depoimentos, os homens encapuzados seriam o sargento Eliseu da Paz, segurança do prefeito de Manaus e familiares, lotado na Casa Militar, e o lutador de MMA Mayc Vinicius Teixeira Parede. Em depoimento à polícia, da Paz disse que foi por conta própria verificar como estavam as coisas na casa de Alejandro e resolveu dar um susto no filho do patrão. Na terça-feira (8), Mayc assumiu ser um dos mascarados e que matou o engenheiro.

Estão presos suspeitos de envolvimento no caso Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama e dono da casa onde o crime ocorreu; Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior e José Edvandro Martins de Souza Júnior, que estavam na residência como convidados de Alejandro; Vitório Del Gato, cozinheiro do anfitrião; além do sargento e Mayc.

O grupo cumpre a prisão provisória por 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 15, até a conclusão do inquérito policial. Parte está custodiada na carceragem do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e parte na DEHS.

Leia mais >>> Depoimentos tratam Alejandro Valeiko como alguém com distúrbios mentais
                 >>> Alejandro diz que encapuzado que sequestrou Flávio era seu segurança

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.