Publicidade
Manaus
JUSTIÇA

Empresário flagrado estuprando adolescente em Manaus tem prisão decretada

Fabian Neves dos Santos havia sido preso no último dia 7 juntamente com a tia da vítima, mas os dois foram liberados em audiência de custódia. A tia recebeu prisão preventiva 16/08/2018 às 13:21 - Atualizado em 16/08/2018 às 14:45
Show fabian1 cac45faa 4e84 422e a2f3 79f0035f3e9d
Foto: Arquivo A Crítica
acritica.com Manaus (AM)

Preso em flagrante por estuprar uma adolescente de 13 anos em Manaus, o empresário Fabian Neves dos Santos, 37, vai voltar para a cadeia. A juíza Patrícia Chacon, da Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, decretou nova prisão a ele, desta vez preventiva, com 30 dias de duração. A tia da menina também recebeu prisão preventiva.

Fabian Neves e a tia da adolescente haviam sido presos no último dia 7, em flagrante, no momento em que a adolescente era aliciada num quarto de motel. Mesmo flagrados pela polícia no ato criminoso, ambos foram liberados no dia seguinte, durante audiência de custódia, para responder criminalmente em liberdade, por decisão provisória do juiz Celso Souza de Paula.

Na quinta-feira (9), dois dias após o crime, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) havia anunciado que tinha dado entrada a um pedido de prisão preventiva do empresário e da tia. Na solicitação de prisão, feita pela promotora de justiça Francilene Barroso da Silva, foi sustentado que ambos cometeram um crime hediondo e que houve flagrante para justificar a necessidade de prisão.

Na decisão que justifica a nova prisão dos suspeitos, agora preventivamente, a juíza Patrícia Chacon levou em conta a prática dos crimes previstos no art. 213, parágrafo 1º; art. 217-A, caput, art. 218-B e art. 244, todos do Código Penal Brasileiro (CPB), cometidos contra crianças e adolescentes, estando presentes os pressupostos legais. A prisão preventiva é prorrogável por mais 30 dias.

Publicidade
Publicidade